Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, 8 de abril de 2010

O futuro é dos states

Esta extrapolação da evolução da população activa nalgumas das principais potências económicas do mundo, devia deixar muita gente a pensar.

Para começar, os dirigentes europeus, sobretudo aqueles que se opõem à imigração.

Em segundo, os americanos que se opõem à nova lei dos cuidados de saúde. Afinal se há alguém não vai ter problemas em ter quem pague as contribuições para a segurança social, são eles.


Tudo junto, esta projecção, diz-nos que a população activa vai descer até 2050 (e nalguns casos, vai descer violentamente: 25% na Europa, 44% no Japão) em toda a parte, excepto nos EUA.

Claro que também não deverá descer na América Latina, ou no Médio Oriente, mas esta projecção só quis comparar algumas das principais potências económicas (o Canadá, a Rússia e a Austrália também não aparecem).

Esta evolução é particularmente importante se pensarmos que só há duas formas de provocar crescimento económico: ou aumenta o número de pessoas a trabalhar, ou aumenta a produtividade daqueles que trabalham.

Se pensarmos que a economia que mais tem aumentado a produtividade é a única que vai ver a sua população activa aumentar...

Sugestões?
a) abrir as portas à emigração;
b) fazer mais filhos;
c) emigrar para os States.

Qual escolhem?

PS: sem querer questionar as fontes, não deixo de manifestar algumas dúvidas quanto à evolução prevista para a população activa da China,...

1 comentários:

Cidrais disse...

emigrar para os states